Publicada em 20/10/2016 às 14:20

Comente


8 latino-americanos que se deram bem em Hollywood!

Não é de hoje que os latino-americanos invadiram Hollywood, que o diga Rita Moreno, Anthony Quinn, Sonia Braga, Salma Hayek, Benicio Del Toro, entre outros. A presença é massiva no cinema e na televisão dos Estados Unidos e atualmente chamam atenção nomes como o do cineasta mexicano Alejandro G. Iñárritu, vencedor de dois Oscar, e da atriz colombiana Sofia Vergara. Saído do Brasil, despontam Rodrigo Santoro, Wagner Moura e Alice Braga. Confira a seguir detalhes da carreira desses e de outros famosos latino-americanos que se deram bem em Hollywood!

Rodrigo Santoro

 
O ator Rodrigo Santoro ganhou status de galã de novelas no Brasil e surpreendeu em dramas do cinema nacional como Bicho de Sete Cabeças (2000) e Abril Despedaçado (2001). É o que lhe garantiu um passaporte para Hollywood, mostrando todo seu charme em As Panteras: Detonando (2003). 
 
Dessa primeira experiência em solo americano só vieram comentários de que seu personagem não abre a boca em cena. Mas isso não chateou Santoro nem um pouco. O ator seguiu trabalhando em produções televisivas no Brasil, alternando com filmes americanos. O sucesso em Hollywood veio com o vilão Xerxes em 300 (2006). Seu personagem, um semideus gigante e com voz alterada por computador, foi um grande destaque e garantiu a Santoro um espaço de protagonista na continuação: 300: A Ascensão do Império (2014). 
 
Até aqui, o brasileiro acumula 20 longas no currículo. Este ano ele foi visto como Jesus na refilmagem de Ben-Hur e no momento está na série Westworld, exibida pelo canal pago HBO. Ele fez uma aparição relâmpago no primeiro episódio, como o bandido vulgar e desprezível Hector Escaton, mas que vai reaparecer nos próximos episódios.
 
Saiba mais sobre a carreira de Rodrigo Santoro.
 

Wagner Moura

 
O ator baiano Wagner Moura é um dos mais versáteis da cinematografia brasileira. Mas sua estreia no cinema foi na verdade num filme americano, a comédia romântica Sabor da Paixão (2000), estrelado pela espanhola Penélope Cruz e o brasileiro Murilo Benício. Depois de atuar em vários longas, séries e novelas, Moura virou ídolo ao interpretar o Capitão Nascimento na franquia Tropa de Elite.  
 
O longa dirigido por José Padilha ganhou projeção internacional, garantindo a Moura uma grande chance em Hollywood. Na ficção científica Elysium (2013), estrelado por Matt Damon, ele dá vida ao hacker Spider, que envia imigrantes ilegais para uma estação espacial. 
 
Mas foi com a série da Netflix Narcos, no qual Moura volta a trabalhar com Padilha, caiu nas graças dos americanos, interpretando o traficante colombiano Pablo Escobar. Por esse trabalho, ele foi indicado ao Globo de Ouro 2016 de Melhor Ator de Série de Drama.
 
Saiba mais sobre a carreira de Wagner Moura.
 

Alice Braga

 
Alice Braga é a brasileira mais bem-sucedida em Hollywood. A sobrinha de Sonia Braga trabalhou em Cidade de Deus (2002) e Cidade Baixa (2005), neste último ao lado de Wagner Moura. Sua estreia na terra do Tio Sam foi no suspense 12 Horas até o Amanhecer (2006) e depois ela atuou com Will Smith em Eu Sou a Lenda (2007), com Rodrigo Santoro em Cinturão Vermelho (2008) e com Anthony Hopkins em O Ritual (2011).
 
Em Elysium (2013), ela repetiu a parceria com Moura e seu último trabalho foi na série elogiada Rainha do Sul, exibida no Brasil pelo canal pago Space. Nela, Braga interpreta Teresa, namorada de um traficante que após a morte dele vira mula para levar drogas do México para os Estados Unidos e aos poucos se torna líder do tráfico.
 
Saiba mais sobre a carreira de Alice Braga.
 

Diego Luna

 
O mexicano Diego Luna começou a carreira em seu país, trabalhando na televisão, chegando a fazer uma participação na novela Carrossel. Sua estreia no cinema americano foi no drama Antes do Anoitecer (2000), protagonizado pelo espanhol Javier Bardem
 
Mas sua ascensão em Hollywood foi graças ao seu bom trabalho no longa mexicano E Sua Mãe Também (2001). Nele, Luna trabalhou com o amigo Gael García Bernal, outro mexicano que se deu muito bem nos Estados Unidos.
 
Luna fez diversos trabalhos em solo americano, atuando em filmes como O Terminal (2004); Milk: A Voz da Igualdade (2008); Contrabando (2012); Elysium (2013), ao lado da então namorada Alice Braga, e Herança de Sangue (2016). A próxima aposta do ator em Hollywood é com seu papel do capitão Cassian Andor no aguardado Rogue One: Uma História Star Wars, que estreia no Brasil em 15 de dezembro de 2016.
 
Saiba mais sobre a carreira de Diego Luna.
 

Alejandro G. Iñárritu

 
Mais um mexicano da lista é Alejandro G. Iñárritu, um dos melhores cineastas da atualidade. Ainda em seu país ele mostrou talento vigoroso no eletrizante Amores Brutos (2000). Já a oportunidade de trabalhar nos Estados Unidos veio com o drama 21 Gramas (2003) e depois com Babel (2006), estrelado por Brad Pitt
 
Por Babel, Iñárritu recebeu sua primeira indicação ao Oscar. A hora do diretor subir ao palco para receber sua primeira estatueta foi com a comédia Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) (2014), no qual ele faz um exercício de direção impecável com vários planos-sequência.
 
Em 2016, Iñárritu venceu seu segundo Oscar de Melhor Diretor pelo magnífico O Regresso (2015), no qual mostra a jornada de um homem (Leonardo DiCaprio) que luta para sobreviver e busca vingança e redenção. Mais uma vez o cineasta faz um trabalho exemplar, usando mais uma vez o recurso do plano-sequência e ainda cortes sutis e belos movimentos de câmera para captar a imensidão dos cenários e o sufoco psicológico dos personagens.
 
 

Guillermo del Toro

 
Outro diretor vindo do México é Guillermo del Toro. Seu trabalho voltado para o terror e o cinema fantástico encantou o público em Cronos (1993), que lhe garantiu um passaporte para Hollywood. Sua estreia por lá foi no terror Mutação (1997). Logo ele comandou três adaptações de história em quadrinhos: Blade II - O Caçador de Vampiros (2002), Hellboy (2004) e Hellboy II: O Exército Dourado (2008). Na sua terra natal, Del Toro realizou provavelmente o melhor filme de sua carreira, o belíssimo O Labirinto do Fauno (2006), que venceu três Oscar técnicos.
 
A badalação em torno de O Labirinto do Fauno deixou o nome do cineasta mexicano ainda mais em evidência nos Estados Unidos. Sua paixão por monstros foi mostrada no longa Círculo de Fogo (2013), que terá uma continuação; e seu fascínio por vampiros foi revelado na série The Strain. Recentemente ele dirigiu a fantasia A Colina Escarlate (2015) e criou a série animada da Netflix Os Caçadores de Trolls, baseado em livro de sua autoria: Trollhunters, que estreia em 23 de dezembro de 2016.
 
Saiba mais sobre a carreira de Guillermo del Toro.
 

Sofia Vergara

 
A belíssima colombiana Sofia Vergara trabalhou como modelo antes de virar atriz. Ela atuou em produções televisivas locais e sua estreia em solo americano foi na comédia Grande Problema (2002). Mas além de sua beleza, o que chamou atenção foi seu breve affair com Tom Cruise em 2005. No mesmo ano, Vergara apareceu nos longas Os Reis de Dogtown (2005) e Quatro Irmãos (2005) e na série Hot Properties
 
Ela seguiu fazendo pequenos trabalhos no cinema, mas foi na televisão que Vergara se consagrou. Tudo graças ao sucesso da divertida série Modern Family, que já lhe rendeu quatro indicações ao Globo de Ouro e ao Emmy de Melhor Atriz Coadjuvante de Série de Comédia. Na atração, ela interpreta Gloria, uma latina de sotaque carregado, muito tagarela e que não tem vergonha de armar um barraco. Em 2016, a colombiana foi eleita pelo quinto ano consecutivo a atriz mais bem paga da TV com renda de US$ 43 milhões.
 
Saiba mais sobre a carreira de Sofia Vergara.
 

William Levy

 
Esse ator nasceu em Cuba e fez carreira com participações em novelas da Venezuela e do México. Na televisão, William Levy fez sucesso como o psicanalista João Miguel da novela Cuidado com o Anjo, que foi exibida em 2016 no SBT. Sua entrada em Hollywood foi em 2012 na série Single Ladies, explorando ao máximo o seu tipo galã. A beleza do ator também chamou atenção quando apareceu nos braços de Jennifer Lopez no clipe da canção “I'm Into You”, lançado em 2011. No ano que vem, Levy vai mostrar suas aptidões para o gênero de ação quando aparecer em Resident Evil 6: O Capítulo Final, que estreia no Brasil em 26 de janeiro de 2017.
 
Saiba mais sobre a carreira de William Levy.
 
 
Por Vanessa Wohnrath

Mais matérias...

Comentários (0)

Deixar um comentário


Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!