Publicada em 15/04/2017 às 11:00

Comente


Bullying: produções que falam sobre o problema!

A série 13 Reasons Why estreou no fim de março na Netflix trazendo um tema muito discutido atualmente: o bullying. As agressões físicas e verbais conra colegas de escola, trabalho, irmãos e pessoas do convívio social em geral não são mais vistas como uma simples "brincadeira".

bullying

Como regra, brincadeira é aquela em que todos riem. Se uma ou mais pessoas-alvo não estão rindo, mas chorando, tentando se desvencilhar e encerrar a ação, é hora de rever o conceito.

No cinema, alguns filmes ajudam a compreender o que é e o impacto negativo que o bullying pode causar na vida de quem sofre agressões físicas ou verbais de colegas de escola, trabalho ou mesmo na vizinhança e família.

Carrie, a Estranha (1976)

Carrie

É um clássico do gênero. Sissy Spacek interpreta a adolescente que é aterrorizada pela mãe fanática religiosa, além de ser ridicularizada na escola. O que acontece no terço final do filme é o sonho de muitas pessoas que passam pelo mesmo problema - e o pesadelo de quem causa.

Deixe Ela Entrar (2008)

bullying

O filme sueco traz um menino reprimido e sensível, que sofre com os abusos dos colegas na escola. Quando ele conhece sua vizinha, uma vampira centenária presa no corpo de uma criança, encontra não só uma amiga, mas uma vingadora.

Bullying (2012)

bullying

O documentário mostra diversos casos de partir o coração. Um menino é atormentado pelos colegas no ônibus escolar, tanto física quanto psicologicamente. Uma menina reage da pior forma possível aos ataques e acaba na ala psiquiátrica de um hospital. Os pais de crianças que se mataram devido ao bullying se unem para promover a conscientização e dizer: brincadeiras têm limite. 

Depois de Lúcia (2012)

bullying

Um filme muito difícil. Com tantas mulheres que já sofreram assédio e agressões nas ruas, trabalho ou mesmo em casa, é doloroso acompanhar a trajetória agonizante da adolescente Alejandra. Ela acaba de perder a mãe e não consegue se comunicar com o pai, um viúvo silenciado pelo luto. Após ter um vídeo íntimo vazado para os colegas da nova escola, ela começa a ser perseguida, torturada e humilhada. 

Código de Silêncio (2017)

bullying

O filme original da Netflix mostra jovens que acabaram de entrar na faculdade e têm que se submeter aos trotes cada vez mais violentos para fazer parte de uma fraternidade. Código de Silêncio oferece uma visão sobre o conflito vivido pelos jovens, que querem pertencer ao grupo, mas sofrem com a humilhação e violência exacerbadas.

Audrie & Daisy (2016)

bullying

O documentário contra a história de duas adolescentes, Audrie e Daisy, que foram estupradas por colegas de escola e, ao invés de receber apoio, tiveram que lidar com o bullying nas redes sociais, onde outros colegas compartilharam fotos e vídeos dos abusos como se fossem piada. O impacto das agressões teve resultados diferentes, mas definitivos, em suas vidas. 

Meninas Malvadas (2004)

bullying

Embora não trate do tema de forma séria, o filme traz Lindsay Lohan como um adolescente que sempre estudou em casa e entra para a escola pela primeira vez. Ela se aproxima de dois esquisitões, mas acaba também entrando pra um grupo de garotas "perfeitas". Com o tempo, ela começa a competir e prejudicar a agressora Regina George, passando de vítima para vilã.

A Brave Heart: The Lizzie Velasquez Story

Lizzie

A norte-americana Lizzie Velasquez sofre de uma síndrome rara e, aos 17 anos, descobriu que ficou conhecida na internet como "a mulher mais feia do mundo". Ela foi "eleita" em um vídeo publicado no YouTube. Nos comentários, Lizzie se deparou com mensagens cruéis e sugestões para que ela se matasse, apenas por conta de sua aparência. Velasquez é atualmente uma das porta-vozes mais conhecidas contra o bullying no mundo. 

Não deixe de conferir outros títulos sobre o assunto em nossa seção de filmes sobre bullying

Por Fabíola Cunha


Mais matérias...

Comentários (0)

Deixar um comentário


Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!