Publicada em 27/01/2016 às 14:30

Comente


Década de 80: um período amado pelos cinéfilos

Os cinéfilos de carteirinha devem ter pelo menos um filme preferido que seja da década de 1980. Não, isso não é uma regra e em hipótese alguma é possível generalizar que todos os amantes do mundo cinematográfico gostem ou tenham preferência pela década mencionada. Mas para muitos esse período foi brilhante!

Dramas, comédias e terrores se apoderaram das telas durante os anos 1980. Havia um pouco para todos os gostos. Aqui, o Cinema10 vai explorar e relembrar alguns dos nomes e filmes mais marcantes dessa década.

Primeiramente devemos relembrar que os anos 1970 foram extremamente relevantes e deixaram obras primorosas como Laranja Mecânica (1971), dirigido por Stanley Kubrick; O Poderoso Chefão (1972), de Francis Ford Coppola; O Exorcista (1973), de William Friedkin; Chinatown (1974), comandado por Roman Polaski; Tubarão (1975), dirigido por Steven Spielberg; Carrie, a Estranha (1976), de Brian de Palma; além do início da saga Star Wars, orquestrada por George Lucas.

Nos anos 1980, a onda de filmes hollywoodianos se fortaleceu e a alta produtividade começou a aumentar cada vez mais. Dentro desse contexto, Spielberg se destacou e deixou um grande legado com excelentes produções, como: E.T. – O Extraterrestre (1982), A Cor Púrpura (1985) e a franquia Indiana Jones. Isso sem contar Os Goonies (1985) e a trilogia De Volta Para o Futuro, que ele produziu. Esses blockbusters continuam até hoje conquistando novos fãs e eles sempre são agradáveis de ver e rever.

Outros diretores, que tiveram sucesso na década de 1970, continuaram a realizar filmes com mais confiança. Um exemplo é Kubrick, que havia lançado Laranja Mecânica e em 1980 deu vida ao clássico O Iluminado, um dos maiores longas de terror de todos os tempos. Além disso, em 1987, o cineasta presenteou o público e a crítica com outra obra, tendo como tema a guerra em Nascido para Matar. Mais um sucesso garantido!

Woody Allen deixou como legado oitentista o filme A Rosa Púrpura do Cairo (1985), uma comédia das mais elogiadas de sua carreira. Brian de Palma, que havia conquistado o público com seu trabalho na década antecedente, continuou a criar produções cada vez mais elaboradas. Ele marcou os anos 1980 com Scarface (1983) que, provavelmente, é até hoje o trabalho mais famoso de sua filmografia.

A franquia Star Wars seguiu fazendo sucesso com mais dois longas: Star Wars Episódio 5: O Império Contra-Ataca (1980) e Star War Episódio 6: O Retorno do Jedi (1983). Por falar em ficção científica, em 1982, o filme Blade Runner - O Caçador de Androides surgiu como um divisor de águas trazendo inúmeras inovações tecnológicas ao cinema e sendo um verdadeiro marco na história da sétima arte.

Essa foi também a década da aclamada e deliciosa comédia Curtindo a Vida Adoidado (1986), o tipo de produção que é sempre boa de assistir novamente! Possui um dos roteiros mais divertidos e meigos do cinema! E claro, os musicais dessa década não poderiam passar em branco, já que esse foi um momento de eclosão de alguns dos longas mais ricos do gênero, como Flashdance – Em Ritmo de Embalo (1983), Footloose (1984) e Dirty Dancing - Ritmo Quente (1987). Pois é! Tudo isso nos queridíssimos anos 1980!!!

Foi também nesse período que o artista David Bowie, que morreu de câncer em 10 de janeiro de 2016, fez algumas de suas grandes participações no cinema. Nessa década ele atuou em filmes como Furyo, em Nome da Honra (1983) e Labirinto – A Magia do Tempo (1986).

A década também foi um marco para o cinema da Argentina, pois em 1985, pela primeira vez, um filme do país vencia o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro: A História Oficial. Claro que não podemos esquecer do cinema europeu. Foi durante esse período que surgiram algumas das obras mais belas e inspiradoras que conhecemos. Entre elas está Cinema Paradiso (1988), talvez o filme italiano mais popular da década.

No cinema alemão teve duas grandes produções comandadas por importantes nomes do país: Fitzcarraldo (1982), de Werner Herzog, e Asas do Desejo (1987), uma produção poética de Wim Wenders. O grande diretor sueco Ingmar Bergman lançou Fanny & Alexander (1982), um drama complexo, sutil e marcado por grande beleza.

É claro que haveria muitos outros filmes sobre os quais poderíamos comentar aqui, mas o texto acabaria por tornar-se muito longo. De qualquer maneira é válido deixar outros títulos como dicas e recordações. Confira alguns deles divididos por gêneros.

Drama:
O Homem Elefante (1980)
Touro Indomável (1980)
Carruagens de Fogo (1981)
Amadeus (1984)
Era Uma Vez na América (1984)

Comédia:
Os Caça-Fantasmas (1984)
O Clube dos Cinco (1985)
Os Fantasmas se Divertem (1988)

Ação:
007 - Na Mira dos Assassinos (1985)
Top Gun - Ases Indomáveis (1986)
Platoon (1986)
Batman (1989)

Ficção Científica e Fantasia:
A História Sem Fim (1984)
O Exterminador do Futuro (1984)

Terror:
Os Garotos Perdidos (1987)
O Cemitério Maldito (1989)

por Ju Vannucchi
(Artigo enviado de forma colaborativa por um leitor do Cinema10)

 


Mais matérias...

Comentários (0)

Deixar um comentário


Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!