Publicada em 09/03/2017 às 16:00

Comente


Grandes heroínas e vilãs dos quadrinhos que arrasam no cinema e na TV!

 
Quando se fala em adaptação de história em quadrinhos logo vem à mente super-heróis como Superman, Batman e Homem-Aranha. Mas as mulheres estão ganhando cada vez mais espaço em filmes e séries baseados em HQs.
 
O chamado Girl Power, que é a valorização do poder feminino, já é explorado há mais de 75 anos nos quadrinhos. Mas só nos últimos anos é que elas ganharam força no cinema e também na televisão. Várias delas já estão fazendo o maior sucesso e outras ainda serão apresentadas ao grande público.
 
Para celebrar o poderio feminino e mostrar detalhes de filmes e séries estrelados por essas mulheres, o Cinema10 lista para você grandes heroínas e, também, vilãs dos quadrinhos que arrasam no cinema e na TV!

Mulher-Maravilha

 
Esta foi a primeira super-heróina da história em quadrinhos. Ela foi criada em 1941 e se tornou símbolo feminista. Mulher-Maravilha é muito forte, tem alta resistência e até consegue se regenerar. 
 
A personagem ganhou popularidade na televisão com a série Mulher-Maravilha (1975-1979), estrelada por Lynda Carter. No cinema, quem está dando vida à Princesa Amazona é a israelense Gal Gadot. Ela simplesmente roubou a cena em sua estreia, em Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016).
 
Gadot ainda será vista no filme solo da super-heroína: Mulher-Maravilha, previsto para 1° de junho no Brasil, e ainda em Liga da Justiça, que vai uni-la a Batman, Aquaman, Ciborgue e The Flash. O longa estreia por aqui em 16 de novembro.
 
 

Arlequina

 
A vilã maluquinha não surgiu de uma HQ e sim da produção Batman: A Série Animada (1992). No entanto, a personagem acabou ganhando destaques depois na história em quadrinhos.
 
Harleen Quinzel era psiquiatra do Asilo Arkham e lá se apaixonou por um dos pacientes, o psicopata Coringa. Esse amor literalmente à enlouquece e ela vira namorada e cúmplice do vilão, adotando o nome Arlequina.
 
Sua transição para o cinema foi em Esquadrão Suicida (2016), sendo interpretada por Margot Robbie. Ela é o grande atrativo de um filme que deixou muito a desejar. 
 
O sucesso de Arlequina foi tanto que ela ganhou um spin-ff, baseado nos quadrinhos Sereias de Gotham City. O filme vai colocá-la ao lado de outras vilãs do universo de Batman: Mulher-Gato e Hera Venenosa.
 
 

Supergirl

 
A poderosa super-heroína fez sua estreia nos quadrinhos em 1959. Atualmente está fazendo o maior sucesso na televisão com a série Supergirl. Alex (Melissa Benoist) deixou o planeta Krypton para buscar abrigo na Terra, onde ganha pais adotivos. Ela é prima do Superman e assim como ele, esconde seus superpoderes, usando uma outra identidade.
 
Alex trabalha como assistente numa empresa midiática. Mas sua essência de heroína fala mais alto quando precisa salvar sua irmã, se assumindo como Supergirl. A personagem ainda faz aparições em crossovers com as séries The Flash, Arrow e Legends of Tomorrow.
 
 

Major

 
A heroína Major saiu do cultuado mangá Ghost in the Shell, de Masamune Shirow, lançado em 1989. A escolhida para dar vida à personagem no cinema foi Scarlett Johansson. Em A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell, que será lançado no Brasil em 30 de março, ela é vítima de um ataque terrorista e para sobreviver é transformada numa ciborgue. Major combate crimes cibernéticos e ela ainda trava uma batalha interna para descobrir quem realmente é.
 
 

Viúva Negra

 
Scarlett Johansson também encarna outra heroína, a espiã da SHIELD Viúva Negra, que surgiu nos quadrinhos em 1964. No passado ela chegou a ser vilã. Viúva Negra é conhecida por sua destreza acrobática, conseguindo se safar dos inimigos de forma rápida. A ruiva estreou no cinema em Homem de Ferro 2 (2010). 
 
Depois, a espiã mostrou todo seu charme e poderio em Os Vingadores - The Avengers (2012), Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014), Vingadores: Era de Ultron (2015) e Capitão América: Guerra Civil (2016). Sua próxima aparição será em Vingadores: Guerra Infinita, que chega ao Brasil em 26 de abril de 2018.
 
 

Feiticeira Escarlate

 
Assim como Viúva Negra, Feiticeira Escarlate caminhou pelo lado do mal por um tempo. Ela surgiu nos quadrinhos em 1964 e tem o poder de manipular energia mística.
 
No cinema, sua estreia foi em Vingadores: Era de Ultron (2015), sendo encarnada por Elizabeth Olsen. Na trama, ela e o irmão Mercúrio são uma grande ameaça aos Vingadores. Mas eles acabam usando seus poderes para o bem. 
 
Feiticeira ainda apareceu em Capitão América: Guerra Civil (2016), no qual vive um conflito pessoal após causar muito destruição com seu poder. A super-heroína ainda vai dar as caras em Vingadores: Guerra Infinita.
 
 

Gamora

 
A assassina Gamora foi criada em 1975. A anti-heroína é filha adotiva do terrível vilão Thanos. Ela acaba se unindo aos Guardiões da Galáxia e é conhecida como a mulher mais perigosa do universo. 
 
Gamora mostra também resistência firme às investidas de Peter Quill, muito bem explorada na franquia cinematográfica, cujo segundo longa, Guardiões da Galáxia Vol. 2, chega ao Brasil em 27 de abril.
 
 

Laureline

 
A heroína Laureline saiu da história em quadrinhos francesa Valerian et Laureline, de Pierre Christin e Jean-Claude Mézières, lançada em 1967. Ela vai aparecer no cinema em Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, programado para 10 de agosto no Brasil.
 
Cara Delevingne é quem dá vida à personagem no filme. Na trama, a heroína é uma exploradora espacial que na companhia de Valerian precisa viajar ao planeta Sirte para descobrir se os habitantes de lá representam um risco para a Terra.
 
 

Vespa

 
A pequena super-heroína apareceu pela primeira vez na história em quadrinhos Tales to Astonish, em 1963. Ela também integrou a equipe dos Vingadores. No cinema, a personagem vai aparecer em Homem-Formiga e Vespa, que chega ao Brasil em 5 de julho de 2018.
 
Mas seu alter ego, Hope (Evangeline Lilly), filha do cientista Hank Pym, apareceu no longa Homem-Formiga (2015). Ela ajuda o ladrão Scott Lang a se transformar no super-herói diminuto.
 
 

Jessica Jones

 
Ela foi criada nos quadrinhos da Marvel em 2001. Jones tem muita força e deixou para trás a vida de heroína, em função dos traumas que sofreu, para trabalhar como investigadora particular e poder pagar as contas de sua bebedeira. Sua história está sendo contada na série Jessica Jones, da Netflix, e traz uma aura noir para o universo errático e volátil da heroína.
 
Saiba mais sobre Jessica Jones e outras produções baseadas em história em quadrinhos!
 

Mística

 
A mutante capaz de mudar de forma, adquirindo várias identidades, foi vista nos quadrinhos pela primeira vez em 1978. Mística vive com um pé no lado do bem e outro no lado do mal.
 
Sempre em conflito com sua real identidade, ela estreou no cinema na pele de Rebecca Romijn em X-Men - O Filme (2000). A popularidade da vilã/heroína aumentou com a nova intérprete, Jennifer Lawrence, que apareceu em três produções, sendo a última: X-Men: Apocalipse (2016).
 
 

Mera

 
A Rainha de Atlântida e grande amor de Aquaman foi criada em 1963. Nos quadrinhos, os dois vivem uma relação cheia de altos e baixos. Na tela do cinema, ela vai aparecer na figura da atriz Amber Heard. Sua estreia cinematográfica será em Liga da Justiça e a heroína ainda ganhará mais espaço no filme solo do Aquaman, previsto para 4 de outubro de 2018 no Brasil.
 

Alita

 
O mangá Battle Angel Alita, de Yukito Kishiro, lançado em 1990, tentava ganhar vida no cinema há muitos anos. James Cameron ficou à frente do projeto. Mas em função de seu envolvimento na franquia Avatar, ele preferiu passar o comando para Robert Rodriguez.
 
A trama acompanha a ciborgue Alita no século 26, que é encontrada num lixão por um cientista. Ele a adota e a recupera. A partir de então, Alita se transforma numa caçadora de recompensa. O filme Alita: Battle Angel tem previsão de estreia para 2018.
 

Capitã Marvel

 
Em 1967, a Capitã Marvel fez sua estreia na história em quadrinhos Marvel Super-Heroes. Carol Danvers integra a Força Aérea e é atingida por uma explosão de um gerador Kree. Ela adquire superforça, capacidade de voo, sétimo sentido, se transformando em Capitã Marvel.
 
Este é o primeiro filme da Marvel que é protagonizado por uma mulher. A procura pela intérprete dela no cinema foi longa. A escolhida foi a vencedora do Oscar por O Quarto de Jack (2015), Brie Larson. O filme solo da personagem, Capitã Marvel, estreia em 2019, mas antes ela talvez seja vista em Vingadores: Guerra Infinita.
 

X-23

 
A mutante X-23 é a caçula do time. Criada em 2004, ela é um clone de Wolverine com garras e esqueleto coberto por adamantium. No filme Logan, que encerra perfeitamente a jornada do mutante Wolverine, seu alter ego é a pequena Laura (Dafne Keen), que mostra toda a fúria de uma criança assassina, que é perseguida pelo grupo Carniceiros.
 
 
 
Por Vanessa Wohnrath

Mais matérias...

Comentários (0)

Deixar um comentário


Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!