Cowboys & Aliens (2)

Publicada em 19/09/2011 às 14:03

Comente



Instabilidade. É uma boa palavra para definir o filme. Uma fórmula instável, como na química, onde o menor deslize é suficiente para desencadear uma série de reações indesejadas. Era quase óbvio que o principal catalisador de desgraça seria o tópico “aliens”. Cowboys & Aliens é um excelente exemplo de como algo que tem tudo para dar certo, pode fracassar tão facilmente.

O filme começa com o lado cowboy, surgindo como um faroeste de bom gosto, com atuações espetaculares de Daniel Craig, Harrison Ford, Paul Dano, Sam Rockwell, Keith Carradine. Além das atuações, a maquiagem, o figurino e a fotografia eram absolutamente impecáveis e condizentes com a proposta do filme. Daniel Craig, como de costume, sabe conceder realidade a cenas de ação, mesmo que bastante mentirosas.

Tudo começa a desmoronar quando surge Olivia Wilde (e daí para frente as coisas só pioram). Seja por um roteiro fraco, seja pela péssima atuação da mocinha, a sua presença (bela, limpa, deslocada e com ares de superioridade) contrasta com aquele mundo bruto e chega a gerar asco. O que aquela menina com cara de tapete vermelho está fazendo intocada em meio a mascadores de tabaco do selvagem velho oeste sem ser notada como forasteira?

O roteiro, escrito por nada menos que seis pessoas, parece não se decidir e cai nas garras dos clichês baratos inseridos em contextos inadequados. Ora os aliens são seres quase invencíveis, ora são seres facilmente derrotáveis. Os personagens principais são obrigados a cederem à obviedade: o menino que se torna um bravo, o índio reconhecido pelo homem branco, o idiota que se torna uma boa pessoa, o bruto que se derrete e, claro, a mocinha sempre tem algo de essencial e desenvolve algo com o herói, que por sua vez consegue tudo na hora H e se não estiver sob pressão não é capaz de ser herói.

Jon Favreau é um excelente diretor, mas se nota claramente que não pode agir conforme o que pretendia. Vários membros do longa declararam publicamente (direta ou indiretamente) que não haviam saído satisfeitos do projeto. É inútil tentar enganar o espectador.

Cowboys & Aliens tem tantos prós quanto tem contras, equilibrando a balança entre previsibilidades e inteligentes sutilezas, excelentes interpretações e erros ilógicos. Certamente é um bom entretenimento, é belo e passível de justa contemplação, mas ficou muito aquém de uma genuína obra da sétima arte.

Saiba mais sobre o filme Cowboys & Aliens.

Por Laísa Trojaike

Comentários (0)





Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!