Machete

Publicada em 13/12/2010 às 16:08

Comente



O filme Machete (Machete – 2010) surgiu como um trailler exibido durante a exibição de Grindhouse, de 2007, dirigido por Robert Rodriguez e Quentin Tarantino. O problema é que a ideia era melhor do que a produção consumada.

Tudo gira ao redor do personagem título (Danny Trejo), um ex-federal mexicano e que vive renegado. Durante uma rápida projeção ficamos sabendo que durante um resgate, o poderoso Rogerio Torrez (Steven Seagal) assassina a família do protagonista, que também é tido como morto. Anos depois o herói está fazendo pequenos bicos para conseguir alguns trocados.

Michael Booth (Jef Fahey), um empresário corrupto oferece a Machete US$ 150 mil para acabar com o senador McLaughlin (Robert De Niro). O político, que tentava a eleição, tem propostas radicais de extermínio aos milhares de imigrantes ilegais dos Estados Unidos.

Machete aceita o negócio e, enquanto se preparava para atirar em McLaughlin é traído pelos capangas de Booth. Logo descobre que era apenas um laranja e que para conseguir fugir e orquestrar uma vingança a todos aqueles que o sacanearam, precisará da ajuda da agente federal Sartana Rivera (Jéssica Alba) e da revolucionária Luz (Michelle Rodriguez). Von Jackson (Don Johnson) e April Booth (Lindsay Lohan) participam das várias tramas que se desenrolam no enredo, sempre se explorando os clichês que acompanham o gênero.

O diretor Rodriguez deixou claro que estava fazendo uma produção para satisfazer a sua própria vontade. Machete é muito menos interessante do que a metade que produziu em Grindhouse, Planeta Terror, e é muito repulsivo, é uma chata sátira a filmes B num mix de sexo, sangue, discriminação e demasiada violência. Fica impossível aqui não fazer um comparativo com Tarantino, que também explorou todos os mesmos ingredientes no seu filme seguinte, Bastardos Inglórios, só que jogou uma forte carga de ousadia.

Saiba mais sobre o filme Machete.

Por Jean Garnier

Comentários (0)





Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!