Homens, Mulheres e Filhos

Poster do filme Homens, Mulheres e Filhos
4 votos
11 votos
1 voto
6 votos
3 votos

Sinopse

O filme explora como a internet vem mudando o relacionamento de adultos, adolescentes e crianças, abordando questões sociais como a cultura dos videogames, anorexia, infidelidade e busca pela fama. Ninguém está imune a enorme mudança social causada por celulares, computadores e redes sociais.

Curiosidades

  • Homens, Mulheres e Filhos é baseado no livro Men, Women & Children, do escritor Chad Kultgen.
  • Esse é o quarta adaptação que Jason Reitman realiza. Os longas anteriores foram Obrigado por Fumar (2006), Amor Sem Escalas (2009) e Refém da Paixão (2014).
  • Ansel Elgort é um dos atores mais badalados de 2014, graças ao remake Carrie, a Estranha (2013), a aventura Divergente (2014) e o romance A Culpa é das Estrelas (2014).
  • Esta é a quinta parceria entre o ator J.K. Simmons e o diretor Jason Reitman. Eles já trabalharam juntos em Juno (2008), Amor Sem Escalas (2009), Obrigado por Fumar (2006) e Refém da Paixão (2014).
  • O cineasta também repete a parceria com a atriz Jennifer Garner, que atuou em Juno (2008).
  • Durante as filmagens, o roteirista e diretor pediu que o elenco jovem da produção não divulgasse nada sobre a rotina de trabalho. Seu objetivo era fazer eles absorverem a experiência no set. Em entrevista no Festival de Toronto, Reitman comentou isso. “Eu disse para eles: 'Vocês terão uma experiência realmente especial e vão querer twittar e postar fotos, mas eu imploro, não façam isso. Compartilhem a experiência entre vocês e daqui a cinco, dez anos vão me agradecer porque são sentimentos e experiências que só pertencem a vocês e a ninguém mais’”.

Elenco

Assistir Trailers e Comerciais



Comentários (6)

Deixar um comentário


jettson comentou: Um filme simples , mas extremamente bem feito e interpretado , o ponto de vista do interessantíssimo Jason reitman e tocante , atuações medianas , mas o que sustenta o filme e a humanidade dos personagens vista diante do mundo virtual : caótico e realmente imprevisivel. Nota 7 Responder

Henrique Klein comentou: O filme tem altos e baixos. Começa mal, mas isso não significa que ele é ruim o filme inteiro. Pelo contrário. Ele aborda um tema muito real e ao mesmo tempo inovador. Temas como amizade, solidão, agonia e felicidade se misturam, fazendo o filme ser um prato cheio. Um drama preciso, tocante e comovente. Nota 8 Responder

Daniel comentou: Filme mediano, histórias fracas e sem desenvolvimento, porém consegue passar uma boa mensagem, além de ter boas atuações, duas coisas que salvam o filme de ser ruim e sonolento! Nota 5 Responder

Ivan Sousa comentou: Jason Reitman é um diretor tão simples,que acaba transformando seus filmes em trabalhos inesquecíveis.Nesse seu novo trabalho,ele tem apenas assuntos reais,mais metidos na ficção.Mostrará todo o lado do ser humano moderno,que chega a assustar em boas e constantes cenas.O filme começa com a bela narração,da bela Emma Thompson!Que nos faz viajar nos agudos de sua voz,enquanto tenta de qualquer forma fazer você entender o que ela tenta explicar.Mais da forma que é narrada a cada momento do filme,será sim bem explicada.O filme de Reitman é marcante porque vive de detalhes.Esses detalhes fazem o filme ser atraente demais,e com pequenas coisas Reitman aproveita e valoriza as cenas.Assim como ele já conseguiu fazer em Juno,e em seus dois últimos trabalhos;Jovens Adultos e Refém da Paixão.O elenco é motivador.Pois tem uma lista com vários nomes.O filme não viverá apenas da história de um,ou no máximo dois.Isso pode ficar despreocupado.Pois tem muitas histórias diferentes,mais ao mesmo tempo parecidas.Pois explora a solidão de cada um.Tanto de jovens e adultos.E mostra também que todos temos problemas emocionais e tanto quanto sentimentais. Nota 8 Responder

Wesley.LDDS comentou: Não Quero Ver Nota 1 Responder

Henrique Klein comentou: Vamos ver... Nota 10 Responder