Luz nas Trevas - A Volta do Bandido da Luz Vermelha

Poster do filme Luz nas Trevas - A Volta do Bandido da Luz Vermelha
  • Luz nas Trevas - A Volta do Bandido da Luz Vermelha

  • Estreia: 11/05/2012
  • Gênero: Drama

  • Duração: 83 min.
  • Origem: Brasil
  • Direção: Helena Ignez, Ícaro Martins
  • Roteiro: Helena Ignez, Rogério Sganzerla
  • Distribuidor: Mercúrio Produções/Kinesom Filmes
  • Classificação: 14 anos
  • Ano: 2012
2 votos
1 voto
4 votos
4 votos
8 votos

Sinopse

Luz nas Trevas, continuação do clássico O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla, narra a história de dois dos mais famosos marginais de São Paulo. Seu filho o bandido Tudo-ou-Nada é o fio condutor que atravessa essa história política e existencial. Adorado pelas mulheres, Tudo-ou-Nada segue a 'carreira' de seu pai a fim de desfrutar de uma ampla variedade de prazeres mundanos. Como costumava dizer Luz Vermelha: "eu tive as mais belas mulheres do terceiro mundo mas nunca precisei usar violência para roubar jóias ou beijos".

Veja também:
O Bandido da Luz Vermelha (1968)

Curiosidades

  • Como sugere o título, Luz nas Trevas - A Volta do Bandido da Luz Vermelha, tem por base O Bandido da Luz Vermelha, mas não é precisamente a sua sequência, e sim a reinvenção da trajetória do seu protagonista, 30 anos após a sua última aparição no filme de 1968. Luz nas Trevas tem como protagonista Jorge Prado, uma das identidades que o marginal já assumira no filme de Sganzerla. Anteriormente interpretado por Paulo Villaça (1946-1992), Prado agora é vivido pelo cantor e ator Ney Matogrosso.
  • Esse é o primeiro filme em que o cantor Ney Matogrosso aparece como protagonista.

Elenco

Imagens e Fotos

Comentários (5)






Henrique Klein comentou: Não quero ver... Nota
Responder

Mister 10 comentou: Afff Nota
Responder

joão pedro comentou: P.S.: o nome correto de um dos filmes que eu citei é "Agamenon". Relendo o meu comentário, já publicado, é que eu percebi o erro. Desculpem, abs! Nota
Responder

Wagner comentou: Exibido no Festival do Rio de 2010 sob calorosos aplausos- ainda não entendi o porquê- entrou em cartaz o novo filme de Helena Ignez . A sequencia de falhas começa pela escalação do elenco principal. O que é Ney Matogrosso atuando e ...cantando no final? E a narração em off da diretora? Um pouco melhor do que o seu primeiro longa " a canção de Baal" , o filme não deixa de repetir os mesmos erros como edição, montagem e um roteiro EXAGERADAMENTE incoerente. Nem a presença de globais como Maria LUiza Mendonça e Bruna Lombardi- em aparição de segundos- salvam este filme do naufrágio. Nota
Responder

Danilo comentou: cinema brasileiro se superando cada vez mais... Nota
Responder