8 animações fantásticas do Studio Ghibli

Publicada em 24/10/2018 às 23:29

Comente


8 animações fantásticas do Studio Ghibli

O Studio Ghibli representa um ícone cinematográfico que se iniciou no Japão, mas conquistou todo o mundo e tornou-se parte significativa de toda uma cultura popular mundial. Desde 1985, quando foi fundado, lançou um total de 22 filmes. Confira, nesta publicação, as oito maiores recomendações:  

O Castelo no Céu (1986) 

O Castelo no Céu (1986) 

Pazu e Sheeta, portadora de um misterioso colar que brilha, se conhecem em uma aventura pela busca do lendário castelo flutuante, Laputa, e resolvem seguir viagem juntos, concordando ainda em desvendar o mistério por trás do colar, mas agentes secretos do governo e piratas dos céus serão difíceis obstáculos em sua jornada nas alturas.  

Meu Amigo Totoro (1988) 

Meu Amigo Totoro (1988) 

Duas jovens garotas e seu pai mudam-se para o interior a fim de ficarem mais próximos do hospital onde sua mãe, muito doente, está internada. O que tinha tudo para ser um vilarejo pacato revela-se como a habitação de muitas criaturas mágicas que tornarão essa experiência muito mais interessante. Um deles é um gigante sorridente chamado “Totoro”, o mais novo amigo da jovem Mei, de apenas quatro anos. 

Túmulo dos Vagalumes (1988) 

Túmulo dos Vagalumes (1988) 

Em cenário de Segunda Guerra Mundial, os irmãos Seita e Setsuko precisam lidar com a convocação do pai, a morte da mãe, mas os maus tratos da tia não facilitam em nada e logo fogem da cidade. Encontram abrigo em uma floresta e a vida não é fácil, tendo de lutar com a fome e as doenças, mas a diversão está garantida com as luzes dos vagalumes.  

O Serviço de Entregas da Kiki (1989) 

O Serviço de Entregas da Kiki (1989) 

Kiki acabou de completar 13 anos e, para cumprir a tradição das bruxas, deverá deixar a sua casa por um ano para aprender a ser independente. Acompanhada de seu gato falante, Jiji, muda-se para a cidade de Korico, mas as dificuldades que cruzarão seu novo caminho não serão poucas – e ela precisa lidar com tudo sozinha.  

Princesa Mononoke (1997) 

Princesa Mononoke (1997) 

Ao defender a aldeia de Ashitaka dos ataques de um estranho demônio, o corajoso príncipe local, embora vitorioso, é contaminado por uma maldição. Esperançoso, sai em uma jornada pela floresta proibida atrás de uma cura, mas não sem antes passar pelos mais peculiares animais e princesas. A natureza, entretanto, também está ameaçada, e o príncipe logo conhecerá os homens por trás dessa desgraça e aqueles que querem defende-la a todo custo, liderados pela Princesa Mononoke.  

A Viagem de Chihiro (2001) 

A Viagem de Chihiro (2001) 

A jovem garota Chihiro é obrigada a mudar de cidade com seus pais, mas a viagem é longa e, para economizar tempo, seu pai opta por seguir por um atalho e se perdem, chegando a um vilarejo sem vida, mas muito bizarro. Com sua vida e a de seus pais em perigo, Chihiro, que tem recebido avisos estranhos de um jovem misterioso chamado Haku, parte em uma aventura para que tudo volte ao normal. 

O Conto da Princesa Kaguya (2013) 

O Conto da Princesa Kaguya (2013) 

Baseado no popular conto japonês "O Corte do Bambu", acompanha a história de Kaguya, um bebê minúsculo que foi encontrado dentro do tronco de um bambu brilhante. No futuro, transforma-se em uma bela jovem cobiçada por muitos nobres, mas nenhum deles é de seu interesse e, para tentar se livrar de um casamento indesejado, envia os pretendentes a missões impossíveis, mas logo precisará enfrentar seu destino e ser punida por suas escolhas. 

Vidas ao Vento (2013) 

Vidas ao Vento (2013) 

Jiro Horikoshi é um jovem interiorano que, ainda muito jovem, descobre que a meta de sua vida é construir um avião com formato de pássaro e fazê-lo voar. Enquanto dedica sua vida a isso, conhece a encantadora Naoko e se apaixona pela moça, mas ela logo fica profundamente doente e sua sobrevivência já não é mais uma certeza. 

Qual o seu preferido da lista? 

Por Karoline Póss 


Mais matérias...

Comentários (0)

Deixar um comentário


Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!