Mulan: estreia não será mais adiada, afirma novo CEO da Disney

Publicada em 18/05/2020

Comente

Mulan: estreia não será mais adiada, afirma novo CEO da Disney
Foto: Divulgação/Disney

O live-action de Mulan, originalmente esperado para estrear nos cinemas em março de 2020, precisou ser adiado devido à pandemia de coronavírus que tem assolado o mundo nos últimos meses. Embora a situação de saúde pública ainda não tenha sido resolvida, Bob Chapek, novo CEO da Disney, disse em sua primeira entrevista televisionada que o longa não será adiado novamente

Em transmissão ao Squawk Alley, da CNBC, ele diz que a estreia de Mulan permanece marcada para o dia 24 de julho nos cinemas dos Estados Unidos, acreditando que  há muita "demanda reprimida" por lançamentos teatrais e, portanto, haverá interesse do público em conferir o lançamento.

"Isso realmente só se torna um problema na sexta e no sábado à noite, e em menor grau no domingo à noite", comenta sobre a limitação da capacidade nas salas de cinema. "Nesse caso em particular, acho que pode ser gerenciado. Acho que caberá a nossos expositores com quem fazemos parceria. Acho que é uma data de lançamento muito boa para esse título em particular".

Ele continua: "Esteja você falando de cinemas ou de parques temáticos, enquanto pudermos fazê-lo de uma maneira relativamente segura e responsável, acho que será importante para os expositores considere todos os fatores quando tomarem suas decisões de abertura", citando a possibilidade de reabertura dos parques da Disney para as próximas semanas.

No Brasil, cinemas continuam fechados (com exceção do Cine Drive-In de Brasília) e não há previsão de reabertura.

Enquanto isso, leia mais sobre o novo live-action de Mulan no Cinema10.

Por Karoline Póss

Comentários (0)





Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!