Reis e Ratos, com Selton Mello, Rodrigo Santoro, Cauã Reymond e Seu Jorge ganha site oficial

Publicada em 23/11/2011

Comente

A Warner Bros. Pictures apresenta o site oficial de Reis e Ratos, longa-metragem nacional dirigido por Mauro Lima (Meu Nome Não É Johnny) e produzido por Paula Lavigne, que estreia nos cinemas brasileiros em 20 de janeiro de 2012. No recém-lançado www.reiseratosofilme.com.br estão disponíveis sinopse, informações de elenco, produção e o trailer. O site será atualizado constantemente com boas novidades.

Cena inicial: Estado do Rio de Janeiro, 1963. Um coreto no centro de um pequeno município explode no exato momento da abertura de uma gincana local. O alvo do atentado é uma cantora de boate, cuja presença é uma das tarefas da efeméride anual. A mulher, porém, escapa ilesa. Pouco antes do coreto ir pelos ares, ela escuta no rádio do automóvel uma estranha transmissão; o locutor, em transe, revela o plano que pretendia vitimar a ela própria.

Esta é a cena inicial de Reis e Ratos. A partir daí o filme conta, através de uma narrativa em flash-back, uma espécie de parábola suja da Guerra Fria. A trama e suas situações conduzem o espectador por entre a atmosfera conspiratória das vésperas do golpe militar de 1964 e seus ecos, nas ruas da cidade e nos corredores da Embaixada Americana.

Reis e Ratos cria uma narrativa obscura e delirante ocorrida numa certa "antessala" dentro do cenário golpista. Tudo é contado pelo ponto-de-vista de um grupo de personagens. Todos são parte integrante ou, de algum modo, ligados à conspiração golpista. São eles: um agente da CIA locado no Rio de Janeiro (Selton Mello, de O Palhaço), um vigarista, ex-cafetão e viciado em anfetaminas (Rodrigo Santoro, de O Golpista do Ano), um locutor de rádio (Cauã Reymond, de Meu País), uma crooner de boate (Rafaela Mandelli, de Meu Nome Não É Johnny), um Major da Aeronáutica (Otavio Muller, de Riscado).

As informações são da cdn - relações com a mídia.

Reis e Ratos Selton Mello Otavio Muller

O filme também conta com a atuação de Seu Jorge (Tropa de Elite 2 - O Inimigo Agora é Outro).

Saiba mais sobre Reis e Ratos.

Tenho convicção de que o Brasil não precisa e não pode imitar os filmes Hollywoodianos. Espero que esse não seja um desses casos, apesar do agente da CIA...

Por Sihan Felix - @sihanfelix 

Comentários (0)





Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!