Vingadores: Ultimato pode voltar aos cinemas após pandemia, entenda o porquê

Publicada em 01/05/2020

Comente

Vingadores: Ultimato pode voltar aos cinemas após pandemia, entenda o porquê
Foto: Divulgação/Marvel Studios

Vingadores: Ultimato foi sucesso absoluto: lançado nos cinemas em abril de 2019, o filme que marca o encerramento (ao menos por agora) da franquia Vingadores levou tantas pessoas aos cinemas que se tornou o longa de maior bilheteria da história. Agora, em 2020, pode estar prestes a retornar para sessões em todo o mundo.

Com a atual situação de pandemia de coronavírus, cinemas precisaram fechar as portas por tempo indeterminado a vim de evitar aglomerações. Ainda que os lançamentos previstos para o período março-junho tenham sido adiados para os meses seguintes, ainda é incerto que o público terá coragem de enfrentar multidões.

A China realizou testes ao reabrir alguns cinemas e, para motivar o público a voltar a movimentar as sessões, as apostas foram em relançamentos cinematográficos de filmes já queridos do público, como a franquia Harry Potter (agora em blu-ray!) e grandes sucessos nacionais.

O mundo parece ter gostado da ideia, e já se fala sobre a possibilidade de levar Vingadores: Ultimato de volta às bilheterias como incentivo a levar o público aos cinemas pós-pandemia.

Joe Russo, diretor do longa, afirma no podcast ReelBlend que se sentiria honrado em participar disso: 

A experiência teatral é uma experiência comunitária. Talvez o momento mais emocionante de todas as nossas carreiras tenha sido algumas semanas atrás, quando o bloqueio começou e Vingadores: Ultimato estava em alta nas redes sociais porque todo mundo estava postando vídeos de exibições da noite de abertura em seus cinemas com públicos realmente emocionalmente conectados ao material. Para nós, essa é realmente a força da experiência teatral: ela combina audiências e combina você globalmente. Ter participado de filmes que fizeram isso, nessa escala com esse nível de conexão emocional da plateia, foi realmente muito emocionante e será o destaque de nossas carreiras. Então, usar esses filmes para levar as pessoas de volta aos cinemas? Ficaríamos em êxtase. Quero dizer, qualquer oportunidade para as pessoas voltarem e compartilharem essas histórias juntas é uma que apoiaríamos.

Embora o diretor pareça ansioso pela oportunidade, ainda é cedo para comentar sobre as possibilidades de reabertura: enquanto países asiáticos como a China e a Coreia do Sul estão voltando a sua rotina normal, os Estados Unidos, Brasil e demais países americanos ainda estão enfrentando o auge da doença.

Enquanto isso, leia mais sobre o sucesso de Vingadores: Ultimato no Cinema10.

Por Karoline Póss

Comentários (0)





Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!