Jurassic World 3: Sam Neill fala sobre atrasos devido ao Coronavírus

Publicada em 30/03/2020

Comente

Jurassic World 3: Sam Neill fala sobre atrasos devido ao Coronavírus
Foto: Divulgação/Universal Pictures

Jurassic World: Dominion, o terceiro filme da nova franquia de Jurassic Park, teve sua produção interrompida devido a pandemia de coronavírus, o astro Sam Neill, que retorna dos filmes originais pela primeira vez, não deixou de se manifestar sobre o que está acontecendo no aguardado projeto e como está lidando com a situação.

Leia a tradução de sua longa e intimista carta: 

"De repente, aqui estamos nós. Fomos congelados criogênicamente, e Jurassic World: Dominion está em espera. Insetos em âmbar. E como praticamente todos os atores do mundo no momento, não estou trabalhando. Droga. Mas nós retornaremos. Nós iremos. E que alegria será voltar ao set, fazer o que eu mais amo, com apenas o tipo de pessoa que amo: outros atores e todas as pessoas extraordinárias necessárias para fazer um filme. Esse raro privilégio. E para colocar as coisas em perspectiva - há muitas coisas piores do que um filme suspenso.

Então, o que fazer enquanto isso? O mais importante, é claro - fique em casa. E me encontro surpreendentemente ocupado lá. O fato é que, na maioria das vezes, no trabalho, você passa um bom dia olhando fixamente para a parede de um trailer.

Em vez disso, aqui estou me ocupando com todas as coisas que geralmente estou muito ocupado para me ocupar. Estou tocando meu uke. Estou cantando. Estou falando com meus amigos. Estou intimamente envolvido na criação dos meus netos, a 2000 milhas de distância. Estou redescobrindo a poesia. Coloquei coisas tolas nas mídias sociais para incentivar as pessoas, para animá-las com uma mensagem. Tenho prazer em passar minhas camisas e polir uma bandeja de prata a uma polegada de sua vida. Estou lendo ótimos romances que nunca abri. Eu plantei um arbusto. Há beleza no cotidiano.

Eu me mantenho informado, é claro que sim. Falo diariamente com os funcionários das minhas vinhas [não posso voltar para a Nova Zelândia, as fronteiras estão fechadas]. Eu prestei atenção aos avisos. Mas eu parei de assistir aos noticiários. Este é o momento mais sério da minha vida, não duvido disso. Mas a ansiedade crescente que se obtém de todos os gráficos elevados, a música de fundo carregada de desgraças, as coletivas de imprensa desenfreadas; nada disso estava ajudando. E me sinto muito melhor sem tudo aquilo.

É irônico que a coisa mais útil que aqueles que não são essenciais possam fazer agora [e eu nunca conheci um ator essencial] é apenas ficar em casa e ficar… longe de outras pessoas. Estamos nisso juntos, mas estamos melhor separados.

... Eu ainda sinto falta de ir trabalhar."

Resumindo, Neill está em quarentena em sua casa e tem procurado formas de se manter ocupado, conversando com os fãs na internet, lendo, cantando e cuidando de seu jardim, sem deixar de se comunicar com os netos à distância, separados por cerca de 3 mil quilômetros e, apesar de estar ocupado com suas novas tarefas cotidianas, sente falta do trabalho nos sets. 

Ainda não se sabe se a pausa na produção do filme irá interferir em sua data de lançamento, esperada para o dia 11 de junho de 2021. 

Enquanto isso, leia mais sobre Jurassic World: Dominion no Cinema10.

Por Karoline Póss

Comentários (0)





Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!