Samantha Ware, de Glee, diz que Lea Michele fez da experiência "um inferno"

Publicada em 02/06/2020

Comente

Samantha Ware, de Glee, diz que Lea Michele fez da experiência "um inferno"
Foto: Divulgação/FOX

Originalmente transmitida entre os anos de 2009 e 2015, Glee foi uma série importante por trazer representatividade negra, asiática e LGBT à televisão massiva americana, mas a cada ano que se passa surgem novas controvérsias sobre os principais atores do elenco, incluindo Mark Salling, que cometeu suicídio antes de ser preso sob posse de pornografia infantil.

A mais recente polêmica é com a estrela da série, Lea Michele, acusada de racismo.

A última semana tem sido de grandes movimentos, presenciais e on-line, pedindo justiça por George Floyd e outras tantas vidas negras que se perdem todos os dias, em todo o mundo, devido ao racismo. A interprete de Rachel Berry usou seu perfil no Twitter para se pronunciar a favor da campanha #BlackLivesMatter (Vidas Negras Importam, em português), mas foi invalidada por Samantha Ware, ex-colega de elenco de Glee, que revela ter sofrido ataques da atriz nos bastidores da série.

Confira abaixo:

Samantha Ware, de Glee, diz que Lea Michele fez da experiência "um inferno"

Lea Michele: "George Floyd não merecia isso. Isso não foi um incidente isolado e precisa acabar. #VidasNegrasImportam"
Samantha Ware: "Risos, lembra de quando você fez da minha primeira experiência televisiva um inferno na Terra? Porque eu nunca vou esquecer. Acredito que você disse para todos que, se pudesse, você "cagaria na minha peruca", dentre outras microagressões traumáticas que me fizeram questionar minha carreira em Hollywood"

Lea Michele ainda não respondeu ao comentário de Samantha Ware. 

Leia mais sobre Glee no Cinema10.

Por Karoline Póss

Comentários (0)





Nenhum comentário, ainda. Seja o primeiro a comentar!