A Música Nunca Parou

Poster do filme A Música Nunca Parou
0 voto
0 voto
0 voto
4 votos
5 votos

Sinopse

O filme narra o emocionante reencontro entre Henry (J.K. Simmons) e Gabriel (Lou Taylor Pucci) Sawyer, pai e filho, em lados opostos quanto a gostos musicais assim como política e a Guerra do Vietnã. Gabriel desaparece dentro da contracultura depois de um confronto devastador com seu pai. Duas décadas mais tarde, Henry e sua esposa Helen (Cara Seymour) são informados que seu filho foi encontrado perambulando pelas ruas de Nova Iorque. Gabriel tem um tumor cerebral que causou danos extensivos ao órgão e requer cirurgia imediata. Para Gabriel, passado, presente e futuro são indistinguíveis, enquanto se recupera da operação, ele acredita ainda estar em 1968, era do Vietnã, das festas regadas a ácido e da música psicodélica.

Determinados, Henry e a esposa Helen juram se aproximar de Gabriel, que mal consegue se comunicar. Henry começa a pesquisar sobre danos cerebrais, o que o leva à Dra. Dianne Daly (Julia Ormond), uma musicoterapeuta que fez grandes avanços com vítimas de tumores cerebrais através da música. Conforme trabalha com Gabriel, Diane percebe que ele parece responder de modo efetivo à música da era psicodélica (Beatles, Bob Dylan e, particularmente, Grateful Dead), que tem um efeito formidável com o rapaz, já que ele começa a conseguir conversar e se expressar, mesmo que não tenha consciência de que a época da sua música já passou há muito tempo. Não suportando rock'n'roll, Henry começa uma peregrinação pelas bandas dos anos 60 para conseguir animar a alma de seu filho, que começa de fato a formar um vínculo incomum, emocionante e cheio de vida, um vínculo entre pai e filho, que ele achava ter perdido.

Curiosidades

  • A Música Nunca Parou teve um orçamento de US$ 4 milhões.

Elenco

  • Kelly AuCoin
  • Mia Maestro
  • Tammy Blanchard

Imagens e Fotos

Assistir Trailers e Comerciais

Veja também, no mesmo Gênero

Comentários (4)
Herote Kiu comentou: não gostei muito Nota 5 24/02/2014 | Responder

Helio Felix comentou: não me entecerei Nota 2 23/02/2014 | Responder

Henrique Klein comentou: Não quero ver... Nota 1 19/02/2014 | Responder

ASR comentou: fraquinho heim! Nota 1 28/04/2013 | Responder
Simone respondeu: Fraquinho? Um filme com conteúdo e que parece ter um roteiro muito bem elaborado é fraquinho? Seu estilo pode até não te agradar, mas dai a chamar o filme de fraquinho é um pouco de insanidade. 12/12/2013


Deixe o seu comentário
Publicidade