O Jogo da Imitação

Atualizado em: 06/11/2015
6 votos
30 votos
0 voto
20 votos

Sinopse

Cinebiografia conta a história do criptoanalista inglês Alan Turing (Benedict Cumberbatch), considerado pai da computação moderna. Ele lidera uma tensa corrida contra o tempo ao ser convocado para o projeto Ultra, a fim de descobrir os códigos de guerra nazistas e, dessa forma, ajudar os aliados a vencerem a Alemanha na Segunda Guerra Mundial. Ao mesmo tempo, Turing precisa esconder sua homossexualidade, considerado crime na época.

Curiosidades

  • O Jogo da Imitação venceu o Oscar 2015 de Melhor Roteiro Adaptado e foi indicado nas categorias: Melhor Filme, Direção (Morten Tyldum), Ator (Benedict Cumberbatch), Atriz Coadjuvante (Keira Knightley), Design de Produção, Trilha Sonora e Montagem.
  • O longa é baseado em fatos reais, narrados no livro Alan Turing: The Enigma, escrito por Andrew Hodges.
  • A homossexualidade de Alan Turing acabou descoberta e ele sofreu uma castração química para se “curar”. Isso o fez cometer suicídio com uma maçã envenenada com cianeto. Só em 2013 o governo inglês decidiu “perdoar” o matemático por sua homossexualidade.
  • O filme marca a estreia do norueguês Morten Tyldum em Hollywood. Tyldum é conhecido por ter dirigido Headhunters (2012).
  • O ator Charles Dance também está no elenco do filme. Um de seus papéis mais famosos é o de Lorde Tywin Lannister na série Game of Thrones.
  • O trabalho como Alan Turing fez Benedict Cumberbatch ser capa da prestigiosa revista Time.
  • A cinebiografia de Alan Turing foi muito bem recebida pela crítica e pelo público após sua exibição no Festival Internacional de Cinema de Toronto 2014. O filme recebeu o Prêmio Grolsch da Escolha Popular.
  • O roteiro do filme foi disputado por grandes estúdios de Hollywood, mas a Warner Bros. venceu a disputa, e pagou cerca de US$ 1 milhão pelo material ao roteirista estreante Graham Moore.

Assistir Trailers e Comerciais

Ver mais trailers



Veja também, no mesmo Gênero

Comentários (14)

Deixar um comentário


Sandro Pimentel Martins comentou: Filme muito bom, a história prende a atenção e foi bem contada, muito bem dirigido e com destaque para o ótimo roteiro, as atuações foram convincentes. Vale a pena conferir! Nota 7 06/06/2016 | Responder

Titio Cookies comentou: O jogo da imitação tem um roteiro que amarra muito bem todas as informações e te deixa hipnotizado assistindo-o. Além do protagonista, Turing, vivido por Cumberbatch, ator que me deixou perplexo pela sua atuação, ele é o maior destaque do filme. Mas também gostei da paisagem e fotografia. Nota 8 11/02/2016 | Responder

Wilken Vieira comentou: Benedict Cumberbatch está monstruoso representando Alan Turing em um filme, envolvente, genial e fantástico. Nota 8 24/05/2015 | Responder

William Kofter comentou: Roteiro forte, atuação magnífica de Cumberbatch, que por si só já faz o filme valer a pena. Nota 8 09/03/2015 | Responder

Patricia comentou: Muito Bom Nota 10 01/03/2015 | Responder

Maria Christina Christovão Ramos comentou: Esplêndido! Nota 10 24/02/2015 | Responder

Maria Christina Christovão Ramos comentou: Esplêndido! Nota 10 24/02/2015 | Responder

Henrique Klein comentou: Poderia um homem como Alan Turing mudar o mundo?. Um homem que escondia muitos segredos e que demonstrou ser mais que um gênio?. A resposta é sim. Não mudar completamente, mas o suficiente para entrar para a história. Em "O Jogo da Imitação", Benedict Cumberbatch dá vida ao matemático Alan Turing, que poucos conhecem, mas como o próprio Cumberbatch já falou, todos deveriam conhecer sua história. Eu assino em baixo. O roteiro do filme é muito bem trabalhado, e ótimo. Atuação fantástica de Benedict Cumberbatch, que não precisou de muito para provar do que é capaz, um ator muito dedicado. Keira Knightley também está ótima, que foi simplesmente essencial para o filme. Não há muito o que dizer sobre O Jogo da Imitação, não é um filme de guerra, é um filme sobre a guerra, que vai te emocionar e te deixar sem palavras. Nota 9 22/02/2015 | Responder

Juan Rossi comentou: Uau! Após haver visto A Teoria de Tudo e Whiplash, que são bem interessantes – principalmente o último, pois de Hawking pouco se falou sobre seu trabalho no primeiro –, aqui, em Jogo da Imitação, há não só os maravilhosos personagens Keira e Cumberbatch – quase que nos rasgando nos entremeios das falas subentendidas ou não entre pessoas quaisquer, ou entre pessoas que estudam profundamente determinados assuntos também e diante da dureza dos fatos históricos que se apresentavam –, quanto há vontade de relatar uma situação que se desenrola num crescendo, com a trilha minimal constante a sonorizar a trama e a emoção, sim, a emoção acontecendo próxima ao final, que revaloriza o dilema da personagem Turing: sua homossexualidade desprezada.
Pois em nossos tempos ser emotivo vira sinônimo de lugar-comum ou galhofa. Explico-me: eis que na companheira de Hawking há o desespero em vê-lo adoentando-se ainda novo e há um Hawking com ela complacente e lacrimejante, pois sentiu que a perdera, já no fim do casamento; e saímos com aquela sensação de ser um triste filme. Já, em Turing, acomete-nos um sentido de fragilidade enorme perante a condição de ser humano do cientista e matemático infundadamente compreendido, tanto em bullyings quanto no trato social; e na solidão terrível junto à morte do amigo; principalmente ao se ver sem saída com os remédios que "curariam" sua "moléstia". O golpe é dado aqui um ano após estes fatos, com seu suicídio – já nos créditos finais. Uau! Quatro estrelas merecemos aqui, não??
Este filme, acredito firmemente nisto, dá um tapa na cara das pessoas que vão assisti-lo pelo gênio dos primórdios dos computadores e sem querer visualizam – espero eu – suas próprias piadas ou citações homoafetivas como coisas que não deveriam mais existir – a própria Inglaterra só em 2013 resolveu dar créditos especiais a Alan Turing!
Nota 8 14/02/2015 | Responder

Rosa Martins comentou: Um filme para ver mais de uma vez. Apesar de ser ambientado na história da guerra, já vimos outros bons neste tema, o roteiro é muito bem estruturado e interessante. Benedict Cumberbach está fantástico. Pena que este ano teve grandes interpretações masculinas, senão ele levava o Oscar. Nota 10 29/01/2015 | Responder

Wesley.LDDS comentou: Quero Ver Nota 10 28/01/2015 | Responder

Ivan Sousa comentou: O Jogo da Imitação.é mais uma filme ambientado na história da guerra.Mais não é precisamente nos conflitos ,e nem nas batalhas entre os soldados.Mais não deixa de ser uma difícil batalha apenas para um homem.O inteligente Alan Turing (Benedict Cumberbatch),é escalado para desvendar os difíceis códigos de guerra feitos pela Alemanha.Ele é apresentado,juntamente com uma equipe,para começar a trabalhar secretamente.Mais logo Alan se destaca na área,por ser bem mais dedicado.E começa a ter diariamente desavenças com seus colegas ao redor.O Jogo da Imitação é o melhor filme do diretor Morten Tyldum de sua carreira até o momento.Ele consegue despertar uma curiosidade acima do normal na história de Alan Turing,e talvez consiga ganhar bem mais espaço daqui pra frente.Sobre o elenco,não precisa falar muito.Pois temos no destaque apenas Benedict Cumberbatch e Keyra Knightley.Cumberbatch está fantástico.Quem não é fã dele ainda,será após assistir esse brilhante trabalho.A atuação é simples,sem grandes movimentos,mais ainda assim impressiona da forma que ele consegue ser tão frio.Já Keyra não esboça uma grande apresentação.Até porque já aparece no meio para o fim,e tem poucas cenas ao seu dispor. Nota 9 16/01/2015 | Responder

Henrique Klein comentou: Vamos ver... Nota 10 12/01/2015 | Responder

Mauricio Diniz comentou: Interessante a história.
Vou ver...
Nota 10 23/06/2014 | Responder