Dançando no Escuro

Poster do filme Dançando no Escuro
Usuários (Média: 3,4)
Avaliar:
Quero Ver
Favorito Gostei Não Gostei Quero Ver Não Quero Ver

Envie também um comentário

* Comentários contendo qualquer tipo de palavrão, ofensa ou discriminação serão deletados e seu perfil bloqueado.
2 voto s
6 voto s
0 voto
4 voto s
5 voto s

Sinopse

Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, Dançando no Escuro é uma das obras-primas do polêmico cineasta Lars Von Trier (Dogville). Esta edição especial apresenta o filme no formato widescreen anamórfico, com mais de uma hora de extras, incluindo o documentário inédito Os 100 Olhos de Lars Von Trier. A cantora Björk está impressionante como Selma, uma imigrante que trabalha numa fábrica no interior dos Estados Unidos. Vítima de uma doença hereditária, ela está perdendo a visão e, para evitar que o filho tenha o mesmo destino, economiza todo o seu dinheiro para operá-lo. Apaixonada pelos musicais de Hollywood, Selma mistura realidade e fantasia. Porém, a sua vida muda radicalmente quando é acusada injustamente de um crime. Além da excelente trilha sonora de Björk, Dançando no Escuro tem as participações da grande Catherine Deneuve e do lendário Joel Grey (Cabaré).

Assistir Trailers e Comerciais

Imagens e Fotos

Veja também, no mesmo Gênero

Comentários (6)






Henrique Klein comentou: Um espetáculo melancólico e agoniante. Um filme obrigatório. Nota
25/09/2017 | Responder

Mauricio Diniz comentou: Que filme maravilhoso.
Uma história triste da nossa protagonista que encontra nos musicais uma maneira de fugir da realidade.
Que atuação incrível da Björk - passa uma delicadeza na atuação e canta muito bem.
Impossível não se emocionar com o final do longa.
Quem curte o gênero vai gostar muito e quem não gosta também vai se apaixonar pela trajetória de Selma.
Vale muito a pena ver...
Nota
01/05/2015 | Responder

ASR comentou: nao me interessa Nota
26/07/2013 | Responder

Wilken Vieira comentou: Vamos ver. Nota
21/07/2013 | Responder

Felipe Mello comentou: Uma história imperdível da realidade dura e cruel contrapondo-se à felicidade romântica das fantasias. Bonita obra, que há de ser apreciada pelos adoradores do bom cinema. Nota
07/06/2013 | Responder

Mauricio Diniz comentou: Um musical com a direção de Lars Von Trier deve ser muito bom...
Louco para ver...
Nota
19/05/2013 | Responder