A Música Segundo Tom Jobim

0 voto
3 votos
1 voto
3 votos
10 votos

Sinopse

O extraordinário universo da música de Antonio Carlos Jobim não cabe em palavras. Foi com essa idéia em mente e a sensibilidade aguçada que o diretor Nelson Pereira dos Santos, ao lado de Dora Jobim, se dispôs a encarar o desafio de desvendar em filme a trajetória musical do grande compositor brasileiro, autor de uma obra eterna, de alcance internacional. Em A música segundo Tom Jobim, os diretores escolheram o caminho sensorial da imagem e do som para exibir o trabalho do músico considerado, ao lado de Heitor Villa-Lobos, um dos maiores expoentes de todos os tempos da música brasileira. Não há uma palavra sequer no filme. E nem é preciso. Uma sucessão de imagens de grandes intérpretes brasileiros e internacionais em performances inesquecíveis, e do próprio Tom Jobim, em diferentes momentos, alinhava a trajetória musical do "maestro soberano". Está tudo lá: a força e a beleza da sua música, as diferentes fases do artista, o alcance e a poesia das suas canções, sua personalidade musical, a importância da sua obra. Tudo conduzido de forma vigorosa e poética, sem necessidade de maiores explicações. Apenas o prazer e a emoção de ouvir Tom Jobim.

Veja também:
A Luz do Tom (2013)

Imagens e Fotos

Assistir Trailers e Comerciais



Comentários (10)

Deixar um comentário


Henrique Klein comentou: Não quero ver... Nota 1 16/12/2013 | Responder

Kahiky Ferreira Nascimento comentou: toca com leveza e mostra alguns materiais bem interessantes de tom jobim,bem montado Nota 8 06/10/2013 | Responder

ASR comentou: sem comentarios Nota 1 19/04/2013 | Responder

Sérgio Luiz Fernandes comentou: Sensacional. Tom Jobim, inegavelmente, foi um gênio da música brasileira. Nota 10 27/02/2012 | Responder

ana marta ladeira comentou: Quase 10; amei; mas só fiquei muito triste por não ver reverenciado o nobre Edu Lobo; adorei o documentário: música pura e da melhor qualidade do início ao fim; a proposta pouco didática vai ao encontro da bela frase de Tom Jobim cravada ao final. Se a intenção era mostrar a universalidade da obra do maestro soberano do Chico Buarque, Nelson Pereira dos Santos quase conseguiu seu intento, se não houvesse cometido um pecado mortal: deixou Edu Lobo de fora; p'ra mim, o único defeito do filme, que traz imagens inéditas e sensacionais. Nota 9 23/02/2012 | Responder

marcia martins comentou: 10 'e pouco Nota 10 21/02/2012 | Responder

Rosaly Ratton comentou: Adorei!!!Maravilhoso. Realmente se sai do cinema de alma lavada!!A força da música brasileira e do Gênio Antonio Carlos Jobim!Deixe se levar pela música e Aproveite!!!! Nota 10 29/01/2012 | Responder

Flávio Prieto comentou: Discordo do comentário abaixo. O filme teve o mérito de seguir um preceito do próprio Tom: deixar a música fluir e falar por si mesma. Só não percebe isso quem não tem a sensibilidade necessária para entender a música do Tom e ver que sua pura interpretação pelos mais ilustres artistas do mundo já diz tudo. Ao final, os créditos, com nome e imagem dos artistas. Não teria como incluir tudo, viraria vídeo-clip ou retrospectiva da Globo. O filme é excelente - Nélson e Miúcha tiveram grande sensibilidade ao selecionar essas peças. Lacunas sempre existem, mas ficou bem representativo e intenso, a meu ver. Nota 10 23/01/2012 | Responder

REGINA CELI comentou: Emocionante! Saí do cinema com a alma lavada de ver a genialidade e a sensibilidade do nosso grande maestro e dos grandes intérpretes de suas músicas. É um documentário para se guardar por toda a visa. Quando sair em DVD certamente comprarei! MAGNÍFICO, APLAUDIDO DE PÉ! Nota 10 20/01/2012 | Responder

Ivo da Costa Bezerra comentou: Adoro estas músicas, filme muito bem bolado. Quando chega a Campo Grande-MS ?
Postei no Facebook o que é bom merece ser divulgado.
Parabéns. Ivo da Costa Bezerra (Sou carioca vivia no Rio nesta época)
Nota 10 20/01/2012 | Responder